domingo, 27 de maio de 2018

One Shot - Daemon Cyberpunk




Nos últimos anos me dediquei a narrar por whatsapp e por fórum e tive a oportunidade de viver essas experiências maravilhosas. Nesta época eu tinha algumas horas livres distribuídas na semana e tinha pelo menos 6h do final de semana a disposição para jogar mas, devido a dificuldade de horários para reunir um grupo e jogar (mesmo online) acabei optando pelo whatsapp e fórum, pois eu poderia aproveitar essas horas livres durante a semana para ir postando as cenas e no final de semana eu organizava o material de jogo.

O tempo passou e perdi essas horas livres, ao invés de jogar postar 1 ou 2 vezes por dia eu estava postando apenas 1 vez por semana, desta forma, o andamento do jogo estava ficando lento, quase um mês para decidir uma única cena de combate, ou seja, já não era mais viável continuar usando os mesmos recursos.

Então decidi ao invés de usar o final de semana para fazer 1 post em  1 campanha de RPG por fórum ou whatsapp, usar esse tempo maior para jogar, primeiramente usando ferramentas de jogo online e, quem sabe, mais tarde narrar presencialmente.

Esse post tem como objetivo explicar como pretendo manter minha jogatina semanal.


1 - Quando tem jogo?
Os dias de jogo serão avisados com até 24 de antecedência em pelo menos 1 dos seguintes canais: aqui mesmo pelo blog, na página do facebook ou no grupo do whatsapp (você pode acessar ambos clicando nos respectivos botões ao lado).

2 - O que vai ser jogado?
Quem já me conhece sabe que eu dificilmente termino um aventura, é só ler alguma coisa, assistir a um filme ou até numa conversa e rapidinho minha mente encuca com um novo tipo de aventura e lá se vai uma campanha longa e cheia de expectativas para os jogadores, por isso a ideia de one shots, elas resolvem o meu problema e o dos jogadores, pode até ser que uma aventura se estenda para mais de uma sessão mas, também posso interrompê-la quando quiser sem sentir-me culpado por isso.

3 - Como será jogado?
Para as sessões os jogadores precisarão de alguns programas/aplicativos, me preocupei em garantir a possibilidade de uma pessoa jogar mesmo que ela não esteja na frente do computador, os programas são:

- RRPG Firecast:  é o programa principal (tem versão para android) usado para controle das fichas, rolagens de dados (apenas windows 8 ou maior) e mapas. Baixe o programa crie sua conta e aguarde o endereço da sala onde vai rolar o jogo.

- Discord: canal usado para transmissão de voz, funciona no navegador ou você pode baixar para o computador, também possui versão para celular. Baixe/acesse o programa e entre no canal principal do blog.

- Plugin da ficha de personagem: é uma versão da ficha de personagem para o RRPG Firecast, nem sempre teremos um plugin, mas, se for o caso, na postagem da aventura haverá o link para download, baixe e instale para visualizar as fichas.

- Canal do jogo: é um canal específico do discord que será usado para conversarmos, na postagem de cada aventura haverá um link para acessar o canal.

4 - Quando faremos os personagens?
Não haverá essa necessidade, na maioria das vezes, eu já vou trazer um grupo de personagens prontos para os jogadores escolherem, obviamente que, nas aventuras onde hajam personagens prontos, os jogadores deverão obrigatoriamente escolher um deles para jogar.


DAEMON CYBERPUNK

Essa é a primeira mesa que usarei de teste, na verdade eu já comecei essa campanha com dois jogadores e pretendo continuá-la de onde parei. Seguem as informações importantes:

- Resumo:  É o ano de 2027, o aprimoramento das capacidades humanas vem sendo conquistado vagarosamente por dois motivos, o primeiro são os contínuos fracassos das pesquisas em melhorar a condição humana e segundo a divisão de opinião da sociedade a respeito disso que impacta diretamente nas decisões dos governantes eu autorizar ou vetar esses tipos de pesquisas.

Esse cenário parece mudar recentemente quando as Indústrias Sariff anunciam ter tido sucesso no seu novo projeto de aprimoramento humano. Em dois dias Megan Reed, a chefe de ciências, e David Sariff, o presidente das Indústrias Sariff, vão se reunir com o congresso americano para apresentar suas descobertas e conseguir autorização para a produção em massa do projeto.

A fábrica onde o projeto estava sendo desenvolvida foi atacada por um grupo de extremistas chamado Pureza Primordial que é contrário a pesquisas de nanotecnologia que possam alterar a condição humana. Além de fazerem reféns eles estão com o protótipo do projeto. A segurança da fábrica conseguiu montar um cerco impedindo que eles fujam mas é incapaz de tomar o local sem colocar reféns e o próprio protótipo em risco.

Os personagens fazem parte de um grupo de mercenários contratados para invadir a fábrica e recuperar o protótipo antes que a polícia assuma a ocorrência. David Sariff sabe que a polícia dará prioridade aos reféns o que colocar em risco o segredo do seu projeto e por isso ele conta com os personagens para fazer o que a polícia não fará.

- Data do jogo: a combinar

- Sistema utilizado: Daemon (com pequenas modificações)

- Link da sala no RRPG: http://firecast.rrpg.com.br:90/a?a=pagRWEMesaInfo.actInfoMesa&mesaid=153491

- Link do canal no discord: https://discord.gg/D7RSwak

- Personagens jogadores: inicialmente Peter, Salomon e Nate já foram escolhidos por outros jogadores, caso eles participem da sessão eles tem prioridade para usar esses personagens, caso não, a escolha fica livre.









sábado, 28 de abril de 2018

Enganadores (Beholders) para Hero Kids




Na postagem de hoje mais uma criatura do compêndio de monstros, não sei se traduzi o nome corretamente mas preferi manter o termo "enganadores".


ENGANADORES

Criados por forças arcanas, os enganadores são criaturas solitárias, zombadoras e cruéis que desprezam os outros seres. Os enganadores são altamente inteligentes, mas se comunicam em uma língua antiga perdida para as pessoas comuns, menos para os eruditos mais estudiosos.


Relações distantes
Os verdadeiros enganadores disparam ataques mágicos devastadores do seu olho central ou atacam vários inimigos de uma só vez com os caules dos seus olhos. O Enganador das Profundezas é um primo distante do verdadeiro Enganador, mas a vida nas profundezas do oceano transformou esta raça em terríveis monstros aquáticos.


Espreitadores das profundezas
Nas águas profundas da baía de Brecken encontra-se o casco quebrado do navio mercante Marni Crest. Ele navegou de porto em porto carregado desde bens mundanos a exóticos. Na última viagem de Marni Crest, ele carregava um único contêiner de metal que ficou seguro por pesadas correntes a dois metros de altura, alguns tripulantes juraram ouvir movimento vindo de dentro do contêiner. Quando uma tempestade atingiu a crista de Marni, a caixa caiu nas profundezas até que o tempo finalmente quebrou as correntes e libertou sua carga.


Tributo e Tirania
Ganância e orgulho podem levar enganadores a colocar sua vontade acima da vontade de criaturas menores. Governando com intransigência e autoridade, os enganadores assumem o controle de bandos de criaturas que são enviadas em incursões a assentamentos próximos, com instruções para trazer de volta objetos de valor para a glória do enganador líder.




quarta-feira, 18 de abril de 2018

Morcegos para Hero Kids





Devagar estou fazendo minha tradução caseira do Compêndio de Monstros para Hero Kids e vou compartilhar as poucos aqui no blog, no final, transformo tudo em um PDF só para quem desejar.

Então fiquem com o primeiro monstro do livro:



MORCEGOS

Voando silenciosamente com suas asas de couro, os morcegos avançam pela escuridão para atacar vítimas inocentes.

Asas na escuridão
Essas criaturas noturnas comumente habitam cavernas subterrâneas, construções decrépitas, minas abandonadas e florestas escuras. Eles dormem durante o dia, depois voam ao anoitecer em busca de comida.

Sugadores de sangue oportunistas
Na ausência de comida suficiente, os morcegos se tornam oportunistas vorazes que se escondem em espaços escuros. Quando encontram uma chance de uma refeição, os morcegos sobrevoam violentamente seus alvos para atacar. Uma vez que o sangue é derramado, essas criaturas continuam a atacar o mesmo alvo com fervor raivoso. Eles entram e saem do alcance e atacam seus alvos com mordidas frenéticas.

Céus Escuros
Histórias de sentinelas falam de um grande grupo de morcegos que se instalaram nas florestas do Vale de Brecken. Esses visitantes sujos destruíam as plantações, abatiam o gado e se alimentavam dos doentes e frágeis. Quando um grupo se aventurou na floresta para investigar, eles encontraram os morcegos empoleirados em árvores secas. No centro dessa colônia doente havia uma caverna, sua entrada era escancaradamente negra e ameaçadora. Dominados pelo medo, os habitantes da cidade queimaram as árvores e fugiram da floresta.




terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Expansão das regras de combate cibernético em Millenia - Parte 1




Esta é a primeira de quatro postagens que tem como objetivo expandir as opções de combate cibernético em Millenia. A divisão foi feita para permitir que o conteúdo seja absorvido de forma mais fácil pelo leitor.

Nesta primeira parte o leitor vai rever superficialmente as regras para uso de computadores em Millenia, conhecer uma nova iconografia para representar os blocos que formam um computador e entender quais as principais ações que a maioria dos piratas de computador realizam depois que se conectam à rede.


Introdução

Em Millenia os computadores são definidos em função de sua complexidade, quanto maior a complexidade, melhor o computador podendo armazenar e processar mais programas e ter mais defesas ativas ou passivas, além de ter um nível maior de proficiência.

Para utilizar o máximo de suas capacidades os computadores podem ter programas em sua memória, que podem ser do tipo utilitários (possuem proficiência), principais (sistema operações e defesas passiva e ativas), acessórios (funções que não exigem proficiência) e combate cibernético (ajudam na pirataria de dados e serão explicados em detalhes futuramente). Esses programas tem os mais diversos fins deste programas de pilotagem, médicos, bibliotecas, lazer, etc.


Nova iconografia dos blocos de um computador

A fim de modernizar e dar um layout mais agradável à "rede", apresenta-se abaixo novas ícones para representar as partes de um computador. As ilustrações foram retiradas do jogo Shadowrun Returns e algumas sofreram edições.








Quadrantes: representam o "chão" por onde as informações trafegam indicando diferentes caminhos possíveis.













Portas de acesso: representam as ligações entre os terminais de uma rede local ou externa, podem ser indicadas por um número de IP, uma numeração ordinal ou ainda por um nome.













Portas de acesso criptografadas: são como as portas da acesso com exceção de que para ultrapassá-las o personagem precisa descriptografar as senhas de acesso, para tal, é necessário um teste de proficiência com uma penalidade no teste igual à complexidade do computador que se está tentando invadir.












Defesa passiva:  uma senha ou chave que precisa ser desarmada ou contornada através de um teste de proficiência, na maioria dos casos essas defesas passivas não determinam penalidades nos testes de proficiência do personagem.













Defesa ativa: um vírus ou programa de defesa contra o qual o personagem deve duelar.













CPU: unidade central de processamento e última linha de defesa antes que o personagem possa chegar à base de dados, funciona como uma defesa passiva que aplica penalidade no teste igual ao seu nível de proficiência. O número indica o nível de complexidade da máquina.













CPU Consciente: indica um sistema controlado por uma inteligência artificial, funciona como uma defesa ativa. O número indica o nível de complexidade da máquina.













Base de dados: é onde fica toda a informação armazenada, sendo, geralmente, o grande objetivo de todo pirata de dados, cada bloco desses poe armazenar até 1TB de informação.













Programa auxiliar: programa de combate cibernético que atua como um coadjuvante, podendo ser destruídos durante o mesmo.












Programa arma: são programas que auxiliam tanto invasores quanto defensores, funcionam, geralmente, dando bônus na Intuição para calcular o dano causado.


Resumo das regras originais de combate cibernético

O combate cibernético é feito como um combate corpo-a-corpo, ou seja, as partes envolvidas fazem seus testes de proficiência para tentar causar dano no seu adversário. O dano é função da Intuição e é aumentado pelo nível de proficiência em computadores, para resistir aos efeitos do dano as partes envolvidas testam Vontade.

Defesas ativas tem Intuição e Vontade iguais a proficiência do computador, as defesas passivas não possuem esses valores, o pirata de dados faz apenas um teste normal de proficiência. No caso alguém enfrentar mais de um combatente deve-se reduzir a proficiência em -2 para cada oponente extra.

 Novas regras para o combate cibernético

Apesar de suficientes as regras originais deixavam algumas brechas, a primeira delas é a da iniciativa, a outra o movimento.

A iniciativa em combate cibernético é igual a Intuição do personagem + complexidade do computador, no caso de um terminal a iniciativa é determinada pela proficiência + complexidade do computador, pode parecer redundante já que a proficiência é função da complexidade, mas usando ambos os valores obtém-se um valor de iniciativa equilibrado.

Existem dois tipos de movimentos na rede, o interno (feito dentro de um terminal) e o externo (representado pelo deslocamento entre terminais). Dentro de um terminal um personagem pode se mover um total de quadrantes igual à complexidade do seu computador a cada rodada. 

No movimento entre terminais quanto maior a distância física entre eles mais lento é o movimento. Cada nível de complexidade permite percorroer 300km de distância por rodada. Isso quer dizer que, numa rodada, um personagem operando um computador de complexidade 3 pode saltar para outro terminal a até 900km de distância. Se a distância de um terminal e outro for mais do que o permitido pela complexidade a informação demora mais a ser transmitida e o personagem precisa gastar mais rodadas até que consiga percorrer toda a distância necessária.


Ações mais comuns dos piratas de dados

Abaixo são descritas as ações mais comuns que os piratas de dados executam enquanto estão navegando na rede:

Escanear: tem como objetivo encontrar algum tipo de informação, portas de acesso, descobrir o tipo específico de uma defesa, etc...

Crackear: descriptografar senhas e conceder acesso privilegiado ao invasor.

Conectar / Desconectar terminais: serve para entrar e sair de um terminal, não exige teste mas consome uma rodada.

Baixar / Enviar arquivos: a cada rodada um invasor pode baixar ou enviar 20GB de informações para cada nível de complexidade do seu computador, não exige teste mas o personagem não pode executar nenhuma outra ação sem interromper o processo.

Deletar / Alterar arquivos: apagar arquivos, logs de acesso, etc..., a cada rodada um invasor pode apagar 50GB de informações para cada nível de complexidade do seu computador, apagar logs de acesso levam apenas uma rodada mas exigem que o personagem esteja conectado ao terminal.

Executar um software: ativar um programa, o máximo de programas ativos é definido pela capacidade de processamento do computador, esse é o limite da máquina, mas um personagem também tem seus limites e se tentar ativar mais de um programa por rodada tem um redutor cumulativo de -2 para cada programa extra.


Então é isso, nas próximas partes confira como mapear uma rede, mais programas de combate cibernético e por fim uma simulação para demonstrar como essas novas regras funcionam.

Abraços!

sábado, 20 de janeiro de 2018

Expansão das regras de Combate Espacial para Millenia










A postagem de hoje apresenta regras opcionais para o combate espacial em Millenia, tornando-a mais próxima do que vemos em filmes e séries como Star Trek. Eu sou um nerd de merda e só fui assistir Star Trek quando lançaram a trilogia nova (e agora mais recentemente a série da Netflix), eu nunca havia prestado atenção direito no universo trekkie até que sem querer esbarrei com esse o primeiro filme da nova trilogia e comecei a assistir. 

Acabei me surpreendendo com a semelhança entre o que eu via no filme e a rotina de bordo de um navio de guerra da Marinha do Brasil que tive o (des)prazer de conhecer durante a minha vida de militar, e foi observando esses dois itens (a rotina de bordo e os filmes/séries) é que vi que o sistema de combate espacial de Millenia poderia ser melhorado.

Imagine a seguinte cena: os personagens são membros de uma nave da República, cada jogador criou seu personagem com foco numa das diferentes funções dentro de uma nave (calma, em breve vai ter um post explicando isso) e então eles são surpreendidos por uma nave inimiga. O narrador pausa a narrativa e inicia o combate, verificando a iniciativa de ambas as naves. A partir daí, independente da quantidade de jogadores o combate vai se resumir em:

• Realizar manobra a fim de encaudar o adversário;
• Realizar os testes de disparo para atingir a nave inimiga;
• Realizar os testes de integridade da nave quando ela for atingida.

Basicamente, realmente essas são as etapas vitais de um combate (naval ou espacial) mas, entre essas estas acontece muita coisa e muita coisa importante que poderia estar ocupando os demais personagens e ainda deixando claro a importância de um trabalho em equipe.

Antes de iniciar as explicações sobre como variar o combate espacial, vamos definir alguns termos que serão usados:

Das funções a bordo de uma nave da república:
• Oficial de Máquinas (OfMaq): responsável pela manutenção e operação do “maquinário pesado” de bordo.
• Oficial de Comunicação (OfCom): responsável pelos sensores e demais equipamentos de comunicação externa e interna da nave;
• Oficial de Operações (OfOpe): resp0nsável pela navegação, pilotagem e operação de armas de bordo;
• Oficial de Intendência (OfInt): responsável pela logística e administração da nave;
• Oficial de Segurança (OfSeg): responsável pela segurança interna da nave;
• Oficial Médico (OfMed): responsável pelos cuidados da saúde física da tripulação da nave;
• Oficial de Relações (OfRel): responsável por orientar o comandante nas relações diplomáticas da nave, também zela pela saúde mental e emocional da tripulação.

Das partes de uma nave da república:
• Áreas essenciais: qualquer parte que, se atingida, coloca em risco a vida da tripulação, por exemplo: Ponte de Comando, Geradores, Suporte de Vida.
• Áreas vitais: qualquer parte que, se atingida, compromete a capacidade da nave de se mover e/ou defender-se, por exemplo: Propulsores, Distorcedores, Armamentos, etc...
• Áreas periféricas: demais área que, se atingidas, ainda permitem as condições de navegação e combate da nave, por exemplo: Comunicadores, Sensores, Computadores, Cozinha, Alojamentos, Hangares, etc... 

Agora sim, finalmente....

AS ETAPAS DE UM COMBATE ESPACIAL


Iniciativa: a iniciativa é determinada comparando a proficiência de Estratégia do Comandante. Em caso de empate compare as seguintes proficiências e atributos nesta ordem: Liderança, Frieza, Reflexo e Intuição e se ainda houver empate, role 1D6.

Após obter sua iniciativa o Comandante deve delegar ordens aos seus oficiais a fim de que eles a executem, é importante deixar claro que o personagem que controla um dos oficiais não é obrigado a seguir as ordens, ele pode, deliberadamente realizar uma ação diferente da determinada pelo seu comandante lidando posteriormente com a questão de insubordinação.

Manobra: a manobra é realizada por um dos Oficiais de Operações usando um teste de Pilotagem. Aqui mantém-se as regras normais de Millenia, o principal objetivo do piloto é encaudar o seu adversário.

Disparo: o ataque é realizado por um dos Oficiais de Operações usando um teste de Canhões ou Mísseis, deve-se aplicar.

Defesa: também feito por um dos Oficiais de Operações, não há necessidade de testes.

Muito bem, até aqui sem muitas mudanças, exceto na iniciativa, apenas algumas parametrizações. As outras regras aplicam-se basicamente quando a nave dos personagens é atingida, é aí que entra em jogo o trabalho cooperativo.

Quando uma nave é atingida, dentro na narrativa, é necessário determinar o local e o quanto de dano foi causado, isso é feito pelo Oficial de Comunicação. Algumas ações que esse oficial pode tomar em combate:

• identificar o local e a gravidade do dano, seja pelos sensores ou através de algum tripulante que o avise por rádio

• passar/receber uma informação para toda a tripulação através da comunicação interna 

• passar/receber informação para uma outra nave

• enviar/traduzir o conteúdo de uma mensagem criptografada

Depois que o Oficial de Comunicações informa o local onde a nave foi atingida entre em cena o Oficial de Máquinas, ele é o responsável por fazer o controle de avarias, ou seja, ir até o local e tentar realizar os reparos a fim de permitir que a nave continue operando normalmente. Aqui há muita coisa a ser explorada pelo narrador, desde uma pane eletrônica, um rombo na fuselagem ou até mesmo um reator prestes a explodir. O Oficial de Máquinas com sua equipe pode:

• fazer reparos em aparelhos usando Eletrônica

• Reparar, ligar ou desligar um gerador usando Geradores

• Diagnosticar e consertar defeitos mecânicos com Mecânica

• Reparar problemas nos distorcedores

• Reparar problemas nos Propulsores

• Reparar problemas no controle de Gravítica

Quando uma nave é atingida é comum que ocorram ferimentos, é quando entra em cena o Oficial Médico que fica, inicialmente, na Enfermaria aguardando quem possa precisar dos seus serviços. Um Oficial médico pode:

• Fazer uma cirurgia de emergência em alguém muito ferido

• Aplicar primeiros socorros para estabilizar alguém

• Deslocar-se até um ferido que não tem condições de se levado até a enfermaria

Quando está sob ataque de uma outra nave, é comum que a atenção da tripulação esteja voltada para a nave inimiga, esse é um momento delicado que pode ser explorado para fazer uma invasão. O Oficial de Segurança patrulha a nave em busca de invasores e realiza o combate impedindo que sua nave seja tomada de dentro. Um Oficial de segurança pode:

• Proteger um Oficial ou personagem importante na nave

• Conter invasões

• Fazer o controle de possíveis prisioneiros.

Duas das funções de bordo são menos exploradas durante um combate, elas são o Oficial de Intendência e o Oficial de Relações, isso acontece devido o caráter de cada função. Ambos atuam auxiliando qualquer outro Oficial em suas funções. Algumas ações comuns:

• Oficial de Intendência: cuida de problemas relacionados a manutenção do suporte de vida, computadores, alimentos, água, munição e insumos de saúde.

• Oficial de Relações: cuida de qualquer problema que envolva contato não ofensivo e também no controle de evacuação da nave.

Então é isso, com essas novas ideias o narrador pode determinar funções para os demais jogadores e deixar um combate espacial bem mais emocionante. Na próxima postagem sobre Millenia, trarei mais explicações sobre a organização das Legiões da República.