Playtest de Daemon 4ed e personagens prontos para Arkanum

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Playtest de Daemon 4ed e personagens prontos para Arkanum




Nessa postagem apresento algumas fichas de personagens para Arkanum, na verdade é uma reciclagem das fichas que apresentei no antigo blog com algumas alterações que discrimino abaixo:

Em primeiro lugar um dos personagens foi trocado, Thomas Garnier que era um nobre com função social primária e combate como secundária tornou-se um cavaleiro hospitalário com função de cura primária e combate como secundária. O motivo disso é o fato de já haver dois personagens com funções semelhantes, Elisabeth (relações sociais) e Clement (investigativo), assim a função primária dele ficava obsoleta tornando-o apenas um personagem com ênfase em combate.

Segundo, desta vez estou usando as regras da versão 4 do sistema daemon, esta versão ainda está em desenvolvimento no grupo de Trevas do facebook. Com estas novas regras eu aboli o uso dos aprimoramentos pois nunca gostei deles, usei os valores de atributos pré-gerados e a distribuição de pontos de perícia sugerida por essas novas regras que seguem o sistema de pirâmide (que eu já havia usado na primeira vez que fiz esses personagens) semelhante à Millenia e FATE.

Como consequência os personagens ficaram perderam algumas coisas que os deixavam mais poderosos como os pontos heróicos e alguns aprimoramentos que, para mim, desequilibravam as coisas e faziam com que o sistema se distanciasse do caráter sobrenatural e sombrio que o cenário se propõe.

Em compensação à falta de aprimoramentos usei a noção de proezas que aparece nesta nova versão do sistema, foquei em proezas de combate para a maioria dos personagens exceto Elisabeth e Clement, fazendo com que a primeira tenha mais sucessos no trato social e dando uma proteção extra ao segundo para compensar a falta de perícias de combate.

Fiquei extremante confortável com essas novas regras durante a criação de personagens, usar atributos pré-gerados deixa a distribuição mais fluída, mesmo que um narrador não deseje usar essa regra em sua mesa eu recomendaria a ele orientar seus jogadores e fazer essa distribuição inicial e depois alterar apenas os atributos que acharem necessário subtraindo e somando pontos conforme seu desejo.

A distribuição de perícias é ótima, fiquei muito feliz de ver algo que eu já usava antes numa versão nova do sistema, o problema que senti foi com a quantidade de perícias, principalmente aquelas com valor inicial em 10%, a lista atual de perícias é bem enxuta mas a quantidade perícias para criar o personagem é elevada (o jogador escolhe 15 perícias) fazendo com que muitos personagem escolham perícias repetidas.

Agora vou preparar uma aventura e sair pelos grupos da vida caçando jogadores interessados em participar dela!

Se você quiser dar uma olhada nesta nova versão você pode baixá-la aqui.

Baixe os personagens prontos em pdf aqui.









Reações:

0 comentários :

Postar um comentário